Cavaleiro da Lua

Cavaleiro da Lua

O Cavaleiro da Lua (Moon Knight em inglês), é um personagem ficcional das histórias em quadrinhos ou Banda desenhada do Universo Marvel, publicadas pela Marvel Comics. Seu nome verdadeiro é Marc Spector, embora ele se disfarce de outras pessoas para melhor investigar os casos que lhe interessam. Criado por Doug Moench e Don Perlin, ele surgiu primeiramente na revista Werewolf by Night #32 (Agosto de 1975).

No Brasil, foi publicado primeiramente pela Rio Gráfica Editora no início dos anos 1980 (revista Almanaque Premiére Marvel), com o nome de Lunar, o Cavaleiro de Prata. Ao passar para a Editora Abril, esta resolveu mudar o nome para Cavaleiro da Lua.

A Editora Panini vem publicando a nova fase do Cavaleiro da Lua no Brasil desde o lançamento da revista Marvel Action em Janeiro de 2007.

Spector é um dos poucos heróis com origem judaica. Já que seu pai era um rabino checo que fugiu da perseguição aos judeus na Segunda Guerra Mundial.

Spector teve um caso com a super heroína Eco. Uma das poucas pessoas que ele amou.

mestre dos quadrinhos

Histórico
O personagem estreou em Werewolf by Night nº 32 (agosto de 1975), escrito por Doug Moench com arte de Don Perlin, como um vilão contratado pelo Comitê para capturar o personagem-título para eles[1] em uma história de duas partes, continuando na edição seguinte, onde ele eventualmente tem uma mudança de coração e ajuda o Lobisomem a escapar, lutando brevemente ao lado dele. O Cavaleiro da Lua retornou mais tarde na forma de uma aparição demoníaca, assumindo sua aparição no nº 37 (março de 1976) para lutar contra o Lobisomem novamente. Os editores Marv Wolfman e Len Wein gostaram do personagem, levando-os a conceder-lhe um spot solo em Marvel Spotlight nº 28–29 (junho/agosto de 1976),[2] novamente escrito por Doug Moench com arte de Don Perlin. Em Spectacular Spider-Man nº 22-23 (setembro/outubro de 1978), escritas por Bill Mantlo, recolocou o Cavaleiro da Lua como um herói e sua primeira aparição como cobertura para se infiltrar no Comitê. Aparições subsequentes vieram em Marvel Two-in-One nº 52, escrita por Steven Grant com arte de Jim Craig e The Defenders nº 47-51, que o fez se juntar brevemente aos Defensores durante sua guerra contra o Cartel do Zodíaco.

Cavaleiro da Lua foi publicado nas edições 11–15, 17–18 e 20 da revista Hulk! Magazine, onde o personagem foi desenhado pela primeira vez por Bill Sienkiewicz nas edições 13-15, 17-18 e 20, bem como uma história em preto e branco na revista Marvel Preview nº 21. O estilo de Sienkiewicz, influenciado por Neal Adams, ajudou a consolidar a percepção inicial do Cavaleiro da Lua como um mero clone do Batman.[3] As histórias publicadas em Hulk! Magazine e Marvel Preview, foram todas escritas por Doug Moench, forneceram ao Cavaleiro da Lua uma história de origem parcial e apresentaram um de seus mais notáveis vilões recorrentes: Randall Spector, que mais tarde se tornaria o Cavaleiro das Sombras.

caricatura e desenho

Cavaleiro da Lua recebeu sua primeira série em 1980, com Doug Moench e Bill Sienkiewicz como sua principal equipe criativa. O personagem recebeu uma história de origem completa, e a maioria de seus notáveis vilões recorrentes foram introduzidos; particularmente seu arqui-inimigo, Bushman.[1] A revista teve boas vendas nas primeira edições, levando a Marvel, a partir da edição 15, a transferir o título da distribuição de bancas de jornais e torná-lo um de seus principais títulos para um grupo de revistas disponíveis apenas em gibiterias. Uma minissérie complementar também foi lançada, Moon Knight: Special Edition, que reimprimiu as histórias de Hulk! Magazine e Marvel Preview, recebendo cores e publicada no formato comic book, ao contrário de seu formato magazine original. Sienkiewicz deixou a série após a edição # 30, embora continuasse a contribuir com capas até a edição final (38).[1]

Em 1985, a Marvel seguiu a série com Moon Knight – Fist Of Khonshu[1] por Alan Zelenetz e Chris Warner, uma minissérie de seis edições que estabeleceu Cavaleiro da Lua diagnosticado com esquizofrenia devido ao estresse de seus vários codinomes. Moon Knight apareceu em Marvel Fanfare em duas edições (nº 30 e 38) e nas páginas de West Coast Avengers (nº 21-41 e Annuals nº 1–3), com o personagem escrito por Steven Englehart.

Em 1998, o escritor Doug Moench, o desenhista Tommy Edwards e o arte-finalista Robert Campanella trouxeram o herói falecido de volta em uma minissérie em quatro partes chamada Resurrection Wars.[4] Em 1999, Moench e o desenhista Mark Texeira trabalharam juntos em outra minissérie de quatro partes chamada “High Strangeness”, que foi nomeada para o Comics Buyer’s Guide Fan Award na categoria minissérie favorita. O título da história foi erroneamente impresso como “High Strangers” nas capas da minissérie. O título correto da história, “High Strangeness”, apareceu nas páginas de cada edição.[5]

pintura digital

Uma série ongoing foi lançada em abril de 2006, escrita por Charlie Huston com arte de David Finch.[6][7][8] A partir de # 14 desta série, Mike Benson assumiu função de roteirista.[9][10] com Huston atuando como conselheiro de enredo de acordo com Benson em uma entrevista publicada em trechos publicadas em uma página em várias revista da Marvel da Marvel do final de 2007 a início de 2008. Peter Milligan também escreveu um one-shot sazonal de 2008 intituladoMoon Knight: Silent Knight com o desenhista Laurence Campbell.[11] A série de 2006 terminou na edição (julho de 2009) e apenas um Anual da série foi impresso em 2008.

Essa série foi seguida por uma série de dez edições, intitulada Vengeance of the Moon Knight,[1] começando em setembro de 2009, escrita por Gregg Hurwitz e desenhada por Jerome Opena.[12] Depois que o Vengeance of the Moon Knight foi cancelado, Moon Knight foi colocado na revista dos Vingadores Secretos[1] (aparecendo para as primeiras 21 edições do título), no arco de história de três edições Shadowland’ e em um relançamento de 2010 de Heróis de Aluguel.

Foi anunciado na New York Comic Con que em 2011 seria lançada uma nova série por Brian Michael Bendis e Alex Maleev. A série, que viu o Cavaleiro da Lua substituir suas múltiplas personalidades por heróis como Homem-Aranha, Capitão América e Wolverine,[1] foi cancelada após 12 edições devido a vendas fracas.

Em março de 2014, a Marvel lançou uma nova série ongoing como parte da iniciativa Marvel NOW! que introduziu um novo traje composto de terno e gravata para o personagem,[1] com uma porta giratória de equipes criativas que incluiu Warren Ellis e Declan Shalvey para os números 1-6, Brian Wood e Greg Smallwood para os números 7-12, e Cullen Bunn e Ron Ackins para os números 13 a 17.[13]

curso de desenho online

A série foi relançada como parte da iniciativaAll-New, All-Different Marvel. A nova série, escrita por Jeff Lemire e o desenhista Greg Smallwood, estreou em abril de 2016 e viu Marc Spector acordar em um hospital psiquiátrico, dizendo que sua vida como Cavaleiro da Lua era uma alucinação.[14] A série terminou em 31 de maio de 2017 após 14 edições antes de ser relançada com a iniciativa corporativa chamada Marvel Legacy. O novo volume começa no número 188 e é escrito por Max Bemis, que também sofre de transtornos mentais, e desenhado por Jacen Burrows. Ty Templeton, em seguida,se torna o desenhista principal para as edições 194-198.[15]
Biografia
Nascido em Chicago, Illinois, Marc Spector é o filho de um rabino americano. Ao atingir a maturidade, Marc ganhou a vida como boxeador, fuzileiro naval e mercenário. Em uma de suas muitas missões, ele trabalhou em conjunto com o mercenário africano Raoul Bushman, a serviço do Dr. Peter Alraune. Nesta missão, eles procuravam o antigo templo do deus egípcio Khonshu (ou Konshu), o deus da Lua. Quando finalmente encontram a caverna, Bushman se revela um traidor, assassinando o Dr. Alraune e deixando Spector gravemente ferido, a beira da morte.

Encontrado por egípcios, ele é levado até o templo do próprio Khonshu para ser tratado. Quando o coração de Spector para, o deus egípcio aparece em uma visão e lhe oferece a chance de ser seu avatar na terra. Marc aceita e, decidido a se tornar um combatente do crime, ele derrota Bushman e, em seguida, volta para os E.U.A.

Em Nova York, Spector cria um uniforme prateado para si (em homenagem a Khonshu) e se auto-denomina Cavaleiro da Lua, passando a atuar como vigilante da cidade. Para isso, ele assume outras três identidades:

Steven Grant, milionário e filantropo (sua identidade “principal”, usada para lhe permitir acesso à alta sociedade);
Jake Lockley, o taxista (identidade que ele usa para ter contato com as pessoas comuns de Nova York);
Cavaleiro da Lua, o vigilante de New York
Um dos muitos vigilantes noturnos de Nova York, o Cavaleiro da Lua já trabalhou ao lado dos Novos Vingadores, do Homem-Aranha, do Demolidor e do Justiceiro.

desenho realista

Poderes e Habilidades
No decorrer de toda sua vida, Marc Spector acabou por tornar-se um exímio combatente corpo-a-corpo. É um atleta de nível olímpico e excelente estrategista, além de exímio motorista e piloto de helicóptero. Seu estilo de luta é parecido com o do Justiceiro, apesar de Marc ter um lado mais “investigativo”, devido às suas múltiplas identidades. Ele é especialista em armas e explosivos.

Como era milionário (devido aos tempos bem-sucedidos de mercenário) Spector pôde manter um grande arsenal e criou armas próprias tais como: capa que o permite planar, shurikens-lunares e helicóptero adaptado, entre outras. Além disso, o contato com os artefatos do culto egípcio ao deus Khonshu deu-lhe acesso a várias armas “personalizadas”, tais como bumerangues e “bolas de arremesso”. Seu uniforme contém Adamantium em áreas estratégicas.

As habilidades do Cavaleiro da Lua variam de acordo com as fases da lua. Durante a lua cheia, por exemplo,o Cavaleiro da Lua tem suas habilidades incrívelmente ampliadas, podendo, por exemplo, suportar um peso de duas toneladas e se tornar quase invisível. Além disso, ele possui alta resistência a ataques psíquicos e, ocasionalmente, recebe visões proféticas.

Fique por dentro de todos os quadrinhos e HQs Acesse

Veja também…

Add a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *